A Serpente Verde

‘A Serpente Verde’ é uma animação extraordinária

Jhone Silva

|

3 de dezembro de 2021

Segundo filme da franquia ‘White Snake’ e que acabou de entrar em cartaz na Netflix, ‘A Serpente Verde’ transfere delicadamente o centro da história da saga para Xiao Qing. No entanto, a nova produção não esquece Xiao Bai, uma vez que este demônio da Cobra Branca ainda desempenha um papel significativo no desenvolvimento do personagem de Qing, a Cobra Verde.

Narrativa bem desenvolvida

Em A Serpente Verde, Xiao Qing foi submetida a tantas provações, uma tribulação absoluta que desafiou suas crenças e visões de mundo, uma experiência que a permitiu reavaliar a si mesma e pelo que ela está lutando. Além disso, sua tenacidade, resistência, desenvoltura e dedicação foram testadas pelo destino, e o filme mostrou de maneira excelente como ela perseverou e superou seus obstáculos, uma característica que condiz com a personagem original do popular conto chinês.

O filme também destaca a Cobra Branca sob uma ótica diferente, mas no final, ela é a luz da Cobra Verde em todas as formas que assume, sendo, assim, a única luz que brilha e conduz seu caminho. No final, Xiao Qing consegue se conhecer melhor, aprende o que seu coração realmente deseja e chega a um acordo com isso. Embora a história tenha sido uma jornada fantástica, embora imprevisível, ela nos faz sentir como se a última parte tivesse se arrastado por muito tempo.

A Serpente Verde

Animação extraordinária

Ademais, em termos técnicos de animação, A Serpente Verde é uma obra de arte fantástica e mostrou uma experiência visual diferente do seu antecessor. Com a mesma equipe do Light Chaser Animation Studio e a direção de Amp Wong, o longa animado foi capaz de entregar uma aventura de tirar o fôlego em meio a um cenário escuro e distópico com toneladas de cenas cheias de ação e de lutas bem animadas. Os designs dos personagens são extraordinários, com layouts modelados em 3D absolutamente lindos para os personagens principais.

No final das contas, A Serpente Verde é um filme que superou em muito as expectativas dos fãs no que diz respeito ao enredo e como a história se desenvolve. Para os fãs do primeiro longa, esta é uma aventura totalmente nova e um monte de vibrações e ações diferentes que você deve assistir. Embora a história não se aprofunde no que a Cobra Branca se tornou com seu relacionamento com um humano, todas as lições podem ter sido aprendidas e há muitos reflexos na vida real sobre os quais os fãs podem ponderar.

Aliás, vai comprar algo na Amazon? Então apoie o ULTRAVERSO comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa.

Ficha Técnica

Título original do filme: Bai She 2: Qing She jie qi
Direção: Amp Wong
Roteiro: Damao
Elenco: Xiaoxi Tang, Zhang Fuzheng, Zhongyang Baomu, Feodor Chin, Tianxiang Yang, Zhe Zhang
Onde assistir: Netflix
País: China
Duração: 131 minutos
Gênero: Animação, ação e aventura
Ano de produção: 2021
Classificação: 14 anos

Jhone Silva

Um jovem paulistano que aproveita a boemia da maior cidade brasileira, embora prefira ficar trancado em seu quarto lendo, assistindo, escutando e jogando e fazendo arte. Mas sempre com uma qualidade duvidável, é claro.
8
Créditos Galáticos

Créditos Galáticos: 8

Livros e Quadrinhos ‘Operação Obscura’ ‘Coração Marcado’ ‘Lua de Mel com a Minha Mãe’ ‘Bubble’ ‘Rumspringa’ SEC AWARDS 2022 A Megera Domada – Crítica do Filme