Arremessando Alto Hustle 2022 crítica do filme da Netflix

Foto: Netflix / Divulgação

‘Arremessando Alto’ é uma carta de amor ao basquete

Bruno Oliveira

|

10 de junho de 2022

Produzido pelo ator Adam Sandler e por Lebron James, astro do basquete da NBA, o filme Arremessando Alto (Hustle) chegou recentemente ao catálogo da Netflix.

Antes de comentar sobre qualquer coisa, gostaria de falar um pouco sobre Sandler. O ator ama fazer comédias escatológicas e, certamente, se sente bem fazendo isso. Uma parte do público o detesta enquanto outra o venera. Também é verdade que quando ele quer fazer uma obra um pouco mais conceituada, vai e faz de uma forma extremamente competente que deixa qualquer crítico mordendo a língua. E nesse caso que se encaixa Arremessando Alto, um ótimo longa de amor ao basquete.

A trama

Stanley Sugerman (Sandler) é um olheiro muito competente no que faz e consegue achar talento em qualquer lugar do mundo. O problema é que esse trabalho o deixa sempre longe de sua família. Com isso em mente, prometem a si mesmo que, se conseguir encontrar um novo jogador, poderá ser técnico e, assim, permanecer próximo de seus entes queridos. Ao descobrir um diamante não lapidado na Espanha, ele agora tem que provar que a sua descoberta está mais do que apta para ser um novo ídolo da NBA.

Leia também:

Vibra Open Air 2022: shows e filmes do último fim de semana

‘Jesus Kid’ faz rir diante da nossa atual surrealidade

‘A Hora do Desespero’ funciona até certo ponto e desperdiça tema

Uma carta de amor ao basquete e à NBA

Antes de tudo, é nítido que o filme foi criado para ser uma ode à NBA e, principalmente, ao basquete. A forma como o esporte é tratado aqui realmente é muito bonita. Não valoriza apenas os jogadores de quadra, mas também mostra os talentos das ruas. Isso fica ainda mais evidenciado quando notamos que diversos jogadores fazem o papel de si mesmo em cena, o que deixa o longa mais realista e tudo muito crível quando entendemos as engrenagens que colocam essa máquina para funcionar.

A história, em si, é bem comum, mas não quer dizer que isso seja ruim. Afinal, estamos falando de uma jornada de superação de uma pessoa que não tinha nada e que agora tem um novo mundo pela frente graças a alguém que viu nela um grande potencial. O percurso tem muitos altos e baixos, e essa montanha-russa de vitórias e derrotas permeia toda a projeção. Ser um vitorioso requer perder, ter paciência e muita resiliência para levantar e continuar lutando para vencer. É inevitável não pensarmos no clássico Rocky, O Lutador.

As cenas de treinamento são bastante empolgantes, com cenas feitas por jogadores profissionais, como o personagem de Bo Cruz, nosso co-protagonista, interpretado pelo atleta espanhol Juancho Hernangómez, que atua pelo Utah Jazz, da NBA.

Além disso, embora seja um filme basicamente dramático, a comédia se faz presente de um modo bem pontual e não atrapalha em nada a história. Um grande acerto na medida.

Conclusão

Arremessando Alto é muito bom, mesmo sendo uma história de superação comum.. É bem dirigido e tem boas atuações. Como ponto negativo, destaco apenas o fato de que não tivemos uma catarse final. No desfecho, temos uma situação que deixa o personagem do Bo Cruz nervoso, e com certa razão. Um inimigo é criado para dar um tempero a mais, no entanto, faltou esse momento que soasse com um desabafo e que fizesse o público vibrar junto.

Onde assistir ao filme Arremessando Alto, com Adam Sandler?

A saber, Arremessando Alto já está disponível para os assinantes da Netflix desde quarta-feira, dia 8 de junho de 2022.

Aliás, está de olho em algo na Amazon? Então apoie o ULTRAVERSO comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa.

Por fim, não deixe de acompanhar o UltraCast, o podcast do ULTRAVERSO:

Trailer do filme Arremessando Alto, da Netflix

Arremessando Alto (Netflix): elenco do filme

Adam Sandler
Queen Latifah
Juancho Hernangomez
Ben Foster
Robert Duvall

Ficha Técnica: Arremessando Alto, filme da Netflix

Título original do filme: Hustle
Direção: Jeremiah Zagar
Roteiro: Will Fetters e Taylor Materne
Duração: 118 minutos
País: Estados Unidos
Gênero: comédia dramática
Ano: 2022
Classificação: 12 anos

Bruno Oliveira

3.5

Créditos Galáticos: 3.5

Livros e Quadrinhos ‘Operação Obscura’ ‘Coração Marcado’ ‘Lua de Mel com a Minha Mãe’ ‘Bubble’ ‘Rumspringa’ SEC AWARDS 2022 A Megera Domada – Crítica do Filme