Ícone do site Ultraverso

‘Black Snake’, a verdade dita de forma cômica

Nem todo super-herói vem da Marvel ou DC, ou é recheado com clichês hollywoodianos. Alguns vêm da onde você menos espera e com uma origem engraçada e estranha. Black Snake (Black Snake: La Légende du Serpent Noir), o novo filme da Netflix, traz um herói diferente do que estamos acostumados. Com características singulares, como regeneração rápida e super força, mas com um único objetivo, libertar seu povo e esbórnia. Porém, tem uma mensagem muito real nesse filme.

O longa de língua francesa se passa em um país da África e conta a história de Clotaire Sangala (Thomas Ngijol), um jovem que mora em Paris, mas volta para sua terra natal. Assim que chega ao local, ele se depara com uma realidade diferente, mas não se importa. É um típico homem que só se liga para mulheres, drogas e álcool. Contudo, depois da morte do seu avó (que era um chinês misterioso), ele acaba sendo picado por uma cobra amarela e adquire poderes. Agora, irá combater o governo ditador local e buscar a liberdade do seu povo.

Leia também:

Jornada de Jane Foster no UCM até ser A Poderosa Thor

‘Trem-Bala’: filme de ação de Brad Pitt ganha pôster

‘Agente Oculto’ estreia dia 22 de julho na Netflix

Vale a pena?

Se você tem dois neurônios e um pouco de bagagem histórica, sabe o quanto a África sofreu e sofre nas mãos dos europeus. Povo segregados, riquezas usurpadas e muita violência e intervenção nos seus governos. O longa lançado em 2019 vai usar isso de pano de fundo para construir uma história cômica, fugindo ao máximo do drama e dos clichês de filme de herói.

O protagonista é um cara que não liga para muita coisa e que se preocupa mais com a exibição. A atuação do ator francês Thomas Ngijol registra bem isso. Além disso, o filme não conta com nenhuma estrela norte-americana famosa, somente atores locais e franceses, como: Karole Rocher, que faz uma jornalista, e Michel Gohou, que interpreta o vilão.

Black Snake é claramente um comédia sem compromisso com nada. Uma das suas indicações da Netflix é “besteirol” e é exatamente isso que acontece. Contudo, algumas piadas são longas demais, o que tiram a carga. Ainda assim, o filme contém muitas cenas boas, principalmente seu bordão “Jackie Chan”, e vale a pena ser visto. Claro que é uma forma de humor simples, mas apresenta uma boa coisa fora do ciclo de Hollywood.

Onde assistir ao filme Black Snake?

A saber, Black Snake está disponível para os assinantes da Netflix desde terça-feira, 21 de maio de 2022.

Aliás, está de olho em algo na Amazon? Então apoie o ULTRAVERSO comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa.

Não deixe de acompanhar o UltraCast, o podcast do ULTRAVERSO:

https://app.orelo.cc/uA26

https://spoti.fi/3t8giu7

Trailer do filme Black Snake, da Netflix

Black Snake (Netflix): elenco do filme

Karole Rocher
Michel Gohou
Thomas Ngijol

Ficha Técnica: Black Snake, da Netflix

Título original do filme: Black Snake: La Légende du Serpent Noir
Direção: Thomas Ngijol e Karole Rocher
Roteiro: Alexandre Gonzales
Duração: 81 minutos
País: França
Gênero: comédia
Ano: 2019
Classificação: 16 anos

Créditos galáticos:

Sair da versão mobile