Crivella e a censura

Bônus | Crivella vs Vingadores e Galeria Urbana de Niterói

Alvaro Tallarico

|

8 de setembro de 2019

A Bienal do Livro do Rio de Janeiro 2019 teve um ocorrido inédito – e triste. O prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, resolveu censurar a obra em quadrinhos dos Vingadores, “A Cruzada das Crianças“. O motivo é que há uma página onde dois personagens, Wiccano e Hulkling, se beijam. Esses dois formam um casal gay conhecido nos quadrinhos e fazem parte do grupo Jovens Vingadores.

Isso aconteceu na última quarta (04/09), quando Marcelo Crivella (PRB), fez um pedido para que a organização da Bienal do Livro recolhesse essa HQ dos Vingadores que estava sendo vendida no evento, pois teria cenas impróprias, ou seja, de ‘homotransexualismo’, como diz a notificação.

Fica difícil a galera dizer “não gosto de política”. É importante deixar claro que política afeta tudo e tudo é política, pois influencia inclusive no quadrinho que você quer/vai comprar. O gibi dos Vingadores foi tratado como as antigas revistinhas pornográficas do Carlos Zéfiro. Ou seja, estamos vivendo tempos de retrocesso, independentemente de linhas esquerdistas ou direitistas. A liberdade de expressão insiste – resiste – e pode estar presente em um quadro dentro de um gibi de 300 páginas.

crivella vs vingadores na bienal do livro

Notificação da prefeitura do Rio de Janeiro contra a Bienal do Livro

Leia mais:

CRÍTICA – ‘EUPHORIA’
BÔNUS | ‘BACURAU’, DIVALDO E O CINEMA NACIONAL 
– ‘BACURAU’ – FICÇÃO OU PURA REALIDADE?
OS VINGADORES ENTRAM EM AÇÃO

Obviamente, o tiro saiu pela culatra e, em pouco tempo, o público tomou um ato vingadoramente heroico e comprou todos os livros no dia seguinte. A partir dessa situação, a prefeitura do Rio iniciou na última sexta (06/09) uma vistoria na Bienal em busca de obras consideradas “impróprias”.Um grupo de fiscais da Secretaria Municipal de Ordem Pública percorre os estandes do evento para recolher livros com “com cenas impróprias a crianças e adolescentes” Outro resultado da iniciativa do Crivella foi uma divulgação mundial muito maior desses heróis que eram desconhecidos pela maior parte do público e uma Bienal ainda mais cheia em seu último fim de semana.

Inclusive, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro publicou na noite desta sexta (06/09) uma liminar que impede a prefeitura de apreender livros na Bienal e de cassar o alvará do evento.

As histórias em quadrinhos não entram voando na cabeça das pessoas para serem lidas. Você compra se gostar da ideia, da sinopse, do que leu sobre, ou não compra. É importante que existam histórias com diversidade, pois o mundo real é assim, a despeito de qualquer conservadorismo. Quando uma obra apresenta pessoas fora de um perfil considerado comum encontra reverberação em muitos que se identificam.

Os quadrinhos possuem um pioneirismo nas questões da representatividade, essa é uma das virtudes da nona arte e espero que sempre seja. A cidade do Rio de Janeiro está cheia de problemas de verdade para serem sanados enquanto Marcelo Crivella se preocupa com um beijo em uma obra de quadrinhos.

GALERIA URBANA DE NITERÓI

A Galeria Urbana de Niterói é um projeto realizado pela Prefeitura de Niterói, através da Secretaria Municipal das Culturas e Fundação de Arte de Niterói (FAN). Está ocupando a Rua José Figueiredo, no centro da cidade. Os eventos mensais contam com atividades como oficinas, exposições, dj´s, apresentações artísticas, feira de artesanatos, comida de rua e shows. Toda a programação dos eventos na Galeria Urbana vem sendo construída coletivamente a partir de um Grupo de Trabalho (GT) criado a partir de coletivos e
artistas de arte urbana da cidade de Niterói, em parceria com a FAN.

A saber, dia 14/09, acontece o Ocupa #3, gratuito para todos, que promete agregar diversos projetos diferentes durante um dia inteiro de atividades visando uma troca entre artistas e o público com show e oficinas diversas. Quer saber mais? Se liga nas redes sociais dessa galera: @galeriaurbananiteroi / https://www.facebook.com/galeriaurbananiteroi/

Galeria Urbana de Niterói

A Galeria Urbana de Niterói conta com aproximadamente 1.4 mil m² de arte urbana a céu aberto

Arte é vida e Alvaro Tallarico é Blah!Zinga! Fique de olho na Coluna Bônus toda quarta-feira ou quando a chefia pede e o povo clama 🙂

Alvaro Tallarico

Jornalista vivente andante (não necessariamente nessa ordem), cidadão do mundo, pacifista, divulgador da arte como expressão da busca pela reflexão e transcendência humana. @viventeandante
Livros e Quadrinhos ‘Operação Obscura’ ‘Coração Marcado’ ‘Lua de Mel com a Minha Mãe’ ‘Bubble’ ‘Rumspringa’ SEC AWARDS 2022 A Megera Domada – Crítica do Filme