Ícone do site Ultraverso

‘Proof’ remonta nove anos de carreira do BTS por meio de sucessos do grupo

Para se ter uma ideia de como o BTS é um marco no cenário do k-pop, lá em 2013, no lançamento do single “No More Dream”, a autora que lhes escreve já era ARMY e não poderia imaginar que eles se tornariam o sucesso que se tornaram. No entanto, ao ouvir o novo álbum antológico do grupo, intitulado Proof, pude acompanhar cada momento da carreira dos Bangtan Boys até o hiato anunciado nesta terça-feira (14).

Assim como pudemos acompanhar essa evolução por meio do novo álbum, irei propor a mesma dinâmica aqui. Logo, iremos conhecer cada era da carreira do BTS por meio dos singles cuidadosamente selecionados pelo Proof. Vale ressaltar que ‘proof’, em tradução livre, significa ‘prova’. Portanto, essa é a prova de todo o caminho dos sete integrantes do grupo até 2022.

Leia também:

Nando Reis desfila sucessos da carreira em show no Vibra São Paulo

Coala Festival 2022: confira a programação e as atrações

Bosque Bar recebe a Carrapetas, festa que une hip-hop e surfe

48 faixas: hits e inéditas

O álbum compreende 48 faixas no total, desde seus maiores hits e canções selecionadas por cada membro, músicas inéditas até faixas especiais. O Proof tem três CDs e traz três novas faixas, uma em cada disco: “Yet To Come (The Most Beautiful Moment)”, bem como “Run BTS” e “For Youth”, cada uma em gêneros diferentes, transmitindo suas próprias mensagens. 

Nas plataformas digitais, o primeiro e segundo CDs estão disponíveis, enquanto o terceiro é somente físico e dedicado aos fãs, de acordo com o grupo. No entanto, a inédita “For Youth” é a única faixa desse disco que está nas plataformas de áudio também, totalizando 35 faixas, das quais iremos escolher as mais importantes para contar essa história.

N.O e a manifestação crítica do grupo

“Born Singer” é a primeira faixa do álbum, que foi lançada extraoficialmente em julho de 2013, um mês após sua estreia. Inspirada em uma canção do rapper americano J. Cole, “Born Singer” revela as emoções sinceras do BTS que eles sentiram após um mês de seu lançamento.

Dentro disso, o lançamento oficial do septeto foi com a faixa “No More Dream”, a qual sucede a música citada no parágrafo acima. Para 2013, a primeira música do grupo era bastante irreverente, algo que fazia parte do cenário de k-pop do momento, mas era bastante divertida. 

Em seguida, o BTS lançou “N.O”, terceira canção de Proof. Pessoalmente, vejo essa faixa como o primeiro marco da carreira do grupo, porque “N.O” critica diretamente o materialismo e a lógica capitalista que a sociedade vive. 

Nesse sentido, em uma indústria, como a de música na Coreia do Sul, é possível dizer que o septeto alcançou um topo na jornada do estrelato, mesmo mantendo os seus verdadeiros ideais representados desde 2013. “N.O” foi a primeira manifestação disso.

Escuro e Selvagem

Adiante, a quarta faixa é “Boy in Luv”, talvez uma das mais conhecidas do septeto. Mas, o que chama a atenção é que, junto dessa canção, temos: “Danger”, “I NEED U” e “RUN”. Todas elas falam sobre a relação dos membros do grupo com os relacionamentos amorosos. 

Ora doces, alegres e afetuosos. Ora conflituosos, escuros e selvagens – em referência a Dark & Wild, o primeiro álbum completo de estúdio do BTS. Seguidamente, temos “Fire”, um dos singles do grupo que é perfeitamente feito para extravasar emoções. 

“Blood Sweat & Tears” também está presente em Proof, a qual é uma música que representa a dualidade de alguns relacionamentos amorosos: 

“Beije-me, tudo bem se doer, me aperte mais

Para que eu não sinta mais dor”

Além disso, “Euphoria”, traz o completo oposto da faixa citada acima. É uma canção que fala de outra emoção dentro das relações amorosas: o estado de utopia que vivemos no começo de um amor.

Singles como “DNA”, “FAKE LOVE”, “Butter” e “IDOL” também foram selecionados e, é claro, o ápice do sucesso mundial de BTS: “Boy With Luv”, com a participação da cantora e compositora norte americana, Halsey.

O single principal do álbum, “Yet To Come (The Most Beautiful Moment)”, é a última faixa do primeiro CD. A música fala sobre os últimos nove anos da jornada do BTS como artistas e abre mais um novo capítulo que aguarda o septeto. Através dessa música, o grupo traduz com tranquilidade as dificuldades e desafios do passado e cantam de forma calma que seu amanhã brilhará muito mais. 

Você sabe o que é um Cypher?

O CD2 é uma coleção de 15 faixas, todas selecionadas pelos membros, e está imbuído de pensamentos, emoções e histórias do septeto. Começando com o novíssimo “Run BTS”, o CD apresenta as faixas como: “Moon”, “BTS Cypher PT.3 : KILLER”,  “Singularity”, “Euphoria” e “Dimple”. Essas faixas refletem a cor e o gosto diferentes de cada membro e como eles formam o charme do BTS como um grupo.

“Run BTS”, que abre o CD2, se desdobra como se o BTS estivesse contando uma história de sua própria passagem de tempo e reflete bem os personagens únicos do grupo, crescendo juntos como um time e seguindo em frente, sem se acomodar. RM, SUGA, J-Hope e Jung Kook participaram da realização dessa faixa.

Além disso, temos a faixa “BTS Cypher PT. 3: KILLER”, com participação do Supreme Boi. Para quem não conhece o grupo, Cypher é a canção que o grupo utiliza exclusivamente para raps. 

Existem quatro partes do Cypher na carreira do BTS e a escolhida para representar essa paixão dos meninos pelo rap foi a terceira delas, lançada no álbum Dark & Wild. Os Cyphers são o momento em que RM e SUGA, por exemplo, podem brilhar ainda mais com as rimas.

Presente para os fãs de BTS

Destinado como um presente para os fãs, o CD3 de Proof inclui faixas que os membros trabalharam anteriormente, mas que não foram lançadas nos álbuns anteriores, versões demo de faixas já lançadas com as vozes mais jovens do BTS, capturando vividamente os momentos de volta no tempo, além de uma nova canção para os fãs.

“For Youth” deixa uma impressão calorosa e afetuosa com melodias suaves de piano e sons analógicos. A canção vai tocar o coração de muitos fãs, pois contém os caminhos que o BTS trilhou e suas palavras verdadeiras ao coração deles. 

Por fim, com o anúncio do hiato temporário do grupo para que os integrantes se dediquem a carreiras solos na última terça-feira (14), podemos dizer que a banda deixou um grande presente para o k-pop, com todos os sucessos da sua carreira, e para os fãs com um lançamento tão especial, remontando a história do septeto. Proof é puro saudosismo da carreira do BTS. Aquele saudosismo nostálgico que aquece corações.

Aliás, está de olho em algo na Amazon? Então apoie o ULTRAVERSO comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa.

Por fim, não deixe também de acompanhar o UltraCast, o podcast do ULTRAVERSO:

https://app.orelo.cc/uA26
https://spoti.fi/3t8giu7

Ouça Proof (2022), novo álbum do BTS

Créditos galáticos:

Sair da versão mobile