‘Palácio Yanxi: As Aventuras da Princesa’ (Netflix) | CRÍTICA

‘Palácio Yanxi: As Aventuras da Princesa’ (Netflix) | CRÍTICA

Palácio Yanxi: As Aventuras da Princesa é uma série original da Netflix. O seriado chinês é uma comédia romântica de época estrelada por Wang Herun, Wang Yizhe e Wang Yuwei. Ao todo, seis episódios foram encomendados para a primeira temporada, que estreou em 31 de dezembro de 2019 no serviço de streaming.

A princípio, precisamos recordar que a Netflix tinha desistido oficialmente de entrar no mercado chinês há alguns anos. Sem acesso à internet, com uma navegação a redes totalmente restritivo, focar em um conteúdo originalmente do país asiático pode vir a ser um calcanhar de Aquiles para os empresários.

A China sempre esteve pronta para abrir a empresas estrangeiras, mesmo para o mercado de streaming de vídeos, música e games. Contudo, há empecilhos, afinal, o governo faz exigências que impõe normas regulatórias severas sobre o que pode e o que não pode ser veiculado.

Leia mais:

LISTAMOS 19 SÉRIES QUE CHEGAM AO FIM EM 2020
TITÃS’ – 2ª TEMPORADA (NETFLIX) | CRÍTICA

Tendo seus seus direitos comprados para ser transmitido no serviço, Palácio Yanxi: As Aventuras da Princesa ganha novas fronteiras. Um título meio que sessão da tarde introduz uma princesa da dinastia Qing chamada Zhaohua.

Totalmente birrenta, ela afronta seus vassalos, responde aos pais e está de casamento marcado com o príncipe Mongol Lhawang Dorji. E isso se passa em plena China Imperial. A jovem enfrenta intrigas e vinganças contra sua família enquanto tenta – desastrosamente – desbravar o traiçoeiro universo do amor.

DRAMALHÃO

No entanto, tudo que é mostrado é aquele dramalhão romântico e desastrado, bem ao estilo Professor Girafales e Dona Florinda. Entretanto, muitas coisas não funcionam bem. Algumas situações são caricatas e forçadas demais. Isso inclui as expressões faciais, nitidamente exclusivas do povo asiático. As piadinhas também estão bem distantes do funcional.

Em Palácio Yanxi, subtramas vão ganhando espaço a partir do episódio 4. Assim sendo, só depois da metade da série é que há a possibilidade do espectador saber das reais razões de tanta traição.

Palácio Yanxi: As Aventuras da Princesa

De fato, se pensarmos bem, finalmente surge um épico chinês que remove os focos das batalhas com o brilhantismo do Kung Fu. Nos últimos 35 anos houve um grande aumento de produção de ficção na China, mas apenas um fragmento dessa safra foi assistida em países estrangeiros.

Há bons filmes e séries, é claro – alguns provocativos ou sensacionalistas, outros corajosamente políticos. Mas, neste caso, estamos falando de algo que busca gerar uma harmonia entre o passado e o presente chinês.

Apesar de caricato, como mencionado acima, é um dramalhão sem precedentes. De certo modo, precisamos ver com bons olhos por causa das sanções criadas pelo governo chinês.  Há grande verve e fluidez provinda de algumas atuações, como da imperatriz

A REAL HISTÓRIA DO PALÁCIO YANXI

Precisamos entender o real porquê deste drama asiático ter ganho uma minissérie. Na china, há uma novela de praticamente mesmo nome “História do Palácio de Yanxi”, que, no Google, foi o programa de TV mais pesquisado em 2018, de acordo com a BBC News.

A saber, foram 70 episódios sobre o harém do imperador Qianlong da Dinastia Qing contando a histórias sobre as concubinas imperiais, como Wei Yingluo (Mãe de Zhaohua), a principal protagonista, que luta para superar enormes dificuldades para chegar ao topo do harém. Mas, aqui, ela já está no topo. Não é mostrado como ela chegou a um poder por muitas desejada.

Yanxi Palace: Princess Adventures

“História do Palácio de Yanxi” tinha Wei Yingluo como protagonista, enquanto Palácio Yanxi: As Aventuras da Princesa concentra-se apenas na história de sua filha. O foco são os acontecimentos após a novela que foi transmitida em território chinês. As concubinas ao lado do imperador da China, que cativam a atenção do público chinês são raramente mencionadas na série.

De qualquer modo, ao contrário de muitas personagens femininas chinesas tradicionais, a força, a independência e a determinação da personagem de Wei Yingluo fazem com que ela se destaque no seriado, mesmo que o foco não seja ela.

Como a China não permite o uso de streaming da Netflix, o seriado é transmitido por sua rede interna iQiyi, website de streaming chinês.

PROIBIÇÃO DA TRANSMISSÃO

Embora por muito tempo tenham sido um marco do entretenimento chinês moderno, sucesso estrondoso de audiência, séries de televisão e filmes ambientados no passado imperial estão sendo censurados pelas autoridades comunistas chinesas.

Ademais, a cada dia que passa, é mais difícil encontrar obras populares de época que estão desaparecendo dos canais de televisão, dos sites de transmissão online e dos cinemas, no que parece ser outra medida enérgica de censura sem aviso prévio.

Não faz muito tempo que a mídia estatal criticou as tramas dramáticas, dizendo que elas distorcem a história real contada. Não adianta forçar e dizer que é ficção e adaptação. Sempre há especulações de que a proibição tem muito a ver com preocupações e conflitos ideológicos dentro da indústria.

A mídia chinesa informou que os reguladores nacionais de cinema e televisão impuseram severas restrições à produção e distribuição de histórias de época, de acordo com a opinião de pessoas que trabalham no setor de entretenimento. Essa é uma das razões pela qual a Netflix desistiu do mercado, apenas trazendo ao público do Ocidente o que realmente já está produzido pelos chineses.

::: TRAILER

::: FICHA TÉCNICA

Título original: Yanxi Palace: Princess Adventures
Temporada: 1
Número de episódios: 6
Elenco: Wang Herun, Wang Yizhe, Wang Yuwei, Xu Xianuo, Wu Jinyan, Nie Yuan
Distribuição: Netflix
Data de estreia: sab, 14/12/2020
Gênero:  Drama, Romance
Ano de produção: 2019
Classificação: 14 anos

TAGS
Compartilhe