‘Uma Noite em Miami’ e a importância das lutas raciais

‘Uma Noite em Miami’ e a importância das lutas raciais

Logo após a luta que lhe valeu o título de campeão mundial dos pesos pesados de boxe, o orgulhoso Cassius Clay (Eli Goree) que viria a ser conhecido mundialmente com Muhammad Ali após sua conversão ao islamismo; juntou-se ao ativista dos direitos dos negros Malcom X (Kingsley Bem-Adir), ao cantor Sam Cooke (Leslie Odom Jr.), bem como ao astro da liga de futebol americano Jim Brown (Aldis Hodge) em Uma Noite em Miami para comemorar a vitória do pugilista.

Em ‘Uma Noite em Miami’ (One Night in Miami), o roteiro de Kemp Powers (Soul), a saber baseado em seu próprio espetáculo homônimo, é filmado por Regina King (a Sister Night da série ‘Watchmen’), que vai pra trás das câmeras nesse encontro fictício entre quatro ícones negros durante a luta pelos direitos civis nos anos 60, nos Estados Unidos.

Teatro

Mas como a produção da Amazon Prime é baseada em uma montagem de teatro, não se espere grandes tomadas externas e cenas de protestos apesar do requinte na reconstituição de época, pois a intenção do roteirista e da diretora é o confronto de ideias, bem como a defesa de posições. Especialmente de Cooke e Brown, ambos provocados por Malcom para que tomem uma posição mais ativa mesmo com o sucesso em suas carreiras, já que de vez em quando ainda devem se manter da porta pra fora das casas dos brancos.

Clay, ainda na faixa dos vinte anos de idade, possui aquele encantamento a princípio tão comum entre os jovens. Em outras palavras, é exatamente por isso faz parte dos planos de seu mentor espiritual para levar sua mensagem; enquanto é vigiado atentamente pela Nação Islâmica da qual faz parte.

E como a maioria das pessoas não vive de pregar, fica difícil, em suma, aceitar os argumentos radicais. Principalmente quando se sabe perfeitamente que é preciso pagar as contas e ajudar a causa como for possível. Até que um “soco no estômago” é dado com uma das músicas mais conhecidas do vencedor do Prêmio Nobel Bob Dylan: ‘Blowin´ In The Wind’.

Regina King

Por outro lado, Regina King, mesmo tendo dirigido apenas episódios de séries pra televisão, não faz feio ao segurar um elenco de atores tão experientes quanto ela. Ainda mais porque certamente eles tenderiam a buscar cada vez mais espaço em cena com personagens tão fortes. Em suma, o destaque fica para Odom Jr., mantendo um pulso firme que lhe valeu a primeira indicação do filme de uma diretora negra ao célebre Festival de Veneza.

Por fim, Uma Noite em Miami é um bom filme sobre um momento efervescente da história americana que até hoje encontra ecos, como no movimento Black Lives Matter; um exercício de imaginação interessante e que deveria ser feito mais vezes.

Aliás, vai comprar algo na Amazon? Apoie o Ultraverso comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa

TRAILER

https://www.youtube.com/watch?v=23qQ1GzV2fo

FICHA TÉCNICA

Título original do filme: One Night in Miami
Direção: Regina King
Roteiro: Kemp Powers
Elenco: Kingsley Ben-Adir, Eli Goree, Aldis Hodge, Leslie Odom Jr.
Onde assistir: Amazon Prime Video
Data de estreia: sex, 15/01/21
País: Estados Unidos
Gênero: drama
Ano de produção: 2020
Duração: 114 minutos
Classificação: 14 anos

9.0
saldo total
Créditos Galáticos: 8
3 user votes x 9.3
TAGS
Compartilhe


Leia também