crítica do filme Crush Amor Colorido do Star Plus 2022

Foto: Star Plus / Divulgação

‘Crush: Amor Colorido’ não foge do comum, mas diverte

Bruno Oliveira

|

22 de junho de 2022

Crush: Amor Colorido (Crush), novo filme exclusivo da Star Plus que estreou recentemente, conta a história de Paige Evans (Rowan Blanchard), uma estudante do ensino médio que mostra um grande talento para as artes. Ao ser acusada de praticar vandalismo na escola, ela decide entrar no time de atletismo em vez de ser suspensa e promete que irá achar o verdadeiro culpado por tais atos durante esse tempo. A situação fica um pouco mais animadora quando a jovem descobre que irá passar um tempo com seu grande crush. A menina só não contava que ela também se sentiria atraída pela irmã dele.

O longa é como qualquer outro exemplo do estilo comédia romântica teen. Não tem nada de novo e pratica todos os trâmites de produções do gênero. Ou seja, é clichê até dizer chega. Apesar disso, não é um filme ruim, somente mais do mesmo. Contudo, diverte dentro do seu propósito e ainda tem tempo para achar algumas tiradas boas. Além disso, o elenco, mesmo jovem, manda muito bem.

Leia também:

Jornada de Jane Foster no UCM até ser A Poderosa Thor

‘Colisão’ tem enredo clichê e desenvolvimento duvidoso

‘Cha Cha Real Smooth – O Próximo Passo’ é intimista e bem executado

Clichês sim, mas com alguns bons predicados

Embora tenha diversos clichês, alguns elementos nos deixam mais atraídos por Crush: Amor Colorido. Essa é uma obra extremamente simpática e fofa, que fala sobre o seu primeiro (ou segundo) amor, com tudo sendo contado de uma forma bem divertida e orgânica. Temos problemas que poderiam ser resolvidos com uma conversa, coadjuvantes completamente desconexos com a realidade, um triângulo amoroso onde todos são sinceros com seus sentimentos e a ausência de um vilão.

Vale destacar que o filme é voltado inicialmente para o público LGBTQIA+. Os seus primeiros 10 minutos são só para estabelecer que estamos falando de uma jovem que gosta de pessoas do mesmo sexo, justamente para afastar pessoas que se incomodam com isso. Após esse início, o filme se desenrola como uma comédia romântica comum, seja com personagens héteros, bissexuais ou homossexuais. Gosto de como eles tornam as situações simples e mundanas por causa disso. Não é um grande evento, são apenas jovens sendo o que eles são de verdade. Cada vez mais as produções está normalizando essas relações e isso é ótimo.

Conclusão

Em resumo, Crush: Amor Colorido é uma opção divertida e fácil para o seu dia a dia. Sentou com a pipoca, viu, se divertiu, acabou e bola para frente. Portanto, vê-lo no período da noite em um dia de semana qualquer já está valendo mais que o ingresso. É uma obra voltada para o público mais adolescente, mas não exclui o adulto que busca por algo mais leve e que não tenha preconceitos. Passa rápido e garante um sono mais tranquilo depois.

Onde assistir ao filme Crush: Amor Colorido?

A saber, Crush: Amor Colorido está disponível para os assinantes da Star Plus desde o dia 17 de junho.

Aliás, está de olho em algo na Amazon? Então apoie o ULTRAVERSO comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa.

Não deixe de acompanhar o UltraCast, o podcast do ULTRAVERSO:

https://app.orelo.cc/uA26

https://spoti.fi/3t8giu7

Trailer do filme Crush: Amor Colorido, do Star Plus

Crush: Amor Colorido (Star Plus): elenco do filme

Rowan Blanchard
Auli’i Cravalho
Isabela Ferreira
Tyler Alvarez
Aasif Mandvi

Ficha Técnica do filme Crush: Amor Colorido, do Star Plus

Título original do filme: Crush
Direção: Sammi Cohen
Roteiro: Kirsten King e Casey Rackham
Duração: 93 minutos
País: Estados Unidos
Gênero: comédia romântica
Ano: 2022
Classificação: 14 anos

Bruno Oliveira

3

Créditos Galáticos: 3

Livros e Quadrinhos ‘Operação Obscura’ ‘Coração Marcado’ ‘Lua de Mel com a Minha Mãe’ ‘Bubble’ ‘Rumspringa’ SEC AWARDS 2022 A Megera Domada – Crítica do Filme