O que realmente importa está em ‘Espírito de Família’

O que realmente importa está em ‘Espírito de Família’

“Um dia você acorda e seus filhos não precisam de você.”

Alexandre (Guillaume de Tonquédec) é daqueles escritores sempre imersos em suas histórias, sempre digitando e falando sozinho como se estivesse num mundo à parte mesmo com os familiares ao redor. Seu pai, Jacques (François Berléand), tenta chamar sua atenção sem qualquer sucesso, a não ser quando tomba e cai morto.

Em Espírito de Família (L´esprit de Famille), filme dirigido e escrito por Éric Besnard, o workaholic Alexandre não demora muito a descobrir que se tornou alheio aos seus familiares e começa a ver e ouvir o falecido pai, que o guiará em uma jornada de autoconhecimento descobrindo os outros ao seu lado.

História simples, mas coesa

Como diretor e roteirista, Bésnard é um prolífico escritor e adaptador de histórias para a tela, inclusive como cenógrafo. E, nessa produção, ele consegue tecer muito bem uma história simples ambientada em uma casa de campo, onde os personagens entram em conflito e expõem seus dramas em decorrência da morte do patriarca, mas sem melodrama.

Espirito de Familia crítica

Foto: A2 Filmes / Divulgação

A fotografia em cores claras promove um ambiente leve e uma passagem de tempo que se percebe sem qualquer necessidade de explicação, ao passo que o figurino mostra perfeitamente a diferença de mundos entre o filho e o pai através das cores neutras de um e das primárias e fortes de outro.

Elenco e roteiro primorosos

Aliás, ambos são interpretados na medida por Berléand, que economiza nas caras e bocas, e Tonquédec, que transparece melancolia sem nenhum esforço, mesmo quando está sorrindo.

Além disso, todo o elenco de apoio também acerta em não tentar roubar a cena, a não ser Josiane Balasko, a matriarca Marguerite. Mas isso ela faz sem esforço e merecidamente.

Todos apoiados por um roteiro que é um primor em seus diálogos e sucinto ao contar a história através da boca de seus personagens, sobrando espaço até mesmo pra cunhada acuada e chorona de Marie-Julie Baup jogar na cara do protagonista o que ele é na verdade.

Espírito de Família, enfim, é um belo filme que conta uma bela história, apesar do ato final um tanto longo. No entanto, ele não compromete. Certamente, é perfeito para se assistir em família justamente para que não nos esqueçamos do que realmente importa.

TRAILER

YouTube video

FICHA TÉCNICA

Título original: L´esprit de Famille
Direção:
Éric Besnard
Elenco:
Guillaume de Tonquédec, François Berléand, Josiane Balasko, Marie-Julie Baup
Distribuição: 
A2 Filmes
Data de estreia:
qui, 17/09/20
País: 
França
Gênero: 
drama, comédia
Ano de produção: 
2020
Duração: 
90 minutos
Classificação: 
16 anos

8.0
Créditos Galáticos
Créditos Galáticos: 8
1 user vote x 8.0
Laços de Família
TAGS
Compartilhe