Eternamente Demais Pra Mim crítica do filme da Netflix onde assistir elenco data de estreia

‘Eternamente Demais Pra Mim’: um filme amável, mesmo deixando o drama da protagonista de lado

Bruno Oliveira

|

1 de abril de 2022

Eternamente Demais Pra Mim (Sempre Più Bello) é a terceira parte de uma série de filmes italiano baseado no livro Sul Più Bello, escrito por Eleonora Gaggero. O primeiro se chama Demais Pra Mim, de 2020; seguido por Mais Que Demais Pra Mim, de 2021. Todos eles estão no catálogo da Netflix, inclusive o alvo dessa resenha que teve sua estreia bem recentemente.

Desde já, peço desculpas aos amantes dessa saga, mas eu não assisti aos dois primeiros. Apenas vi um pequeno resumo sobre eles para minimamente entender do que se trata. Dito isso, me perdoem por algum erro a mais nesse texto. Por isso, vou tratá-lo como único.

Nessa história acompanhamos novamente Marta (Ludovica Francesconi), que é uma órfã afetada por uma doença letal que ataca os seus pulmões. Mesmo assim, ela é uma das pessoas mais positivas que você possa conhecer. Agora que ela encontrou o seu verdadeiro amor, precisa encarar uma cirurgia de alto risco para garantir uma vida futura ao lado dele e ao lado dos melhores amigos do qual ela considera a verdadeira família.

É tanta fofura que quase não tem drama

Como eu caí de paraquedas aqui, o início me pareceu um pouco confuso, como se tivesse perdido algo (perdi nada não, só dois filmes anteriores). Passado esse primeiro impacto, rapidamente já estava familiarizado com os personagens principais e para onde a história queria ir.

A partir daí, tudo o que eu vi foi uma história muito leve e fofa, por assim dizer. Apesar de termos um mote principal sobre a doença da protagonista, não a seguimos do início ao fim. Os coadjuvantes também têm bastante destaque a ponto de deixar Marta longe da tela em alguns bons momentos. Ao meu ver, esse foi um ponto fraco. Até não acho algo grave, mas é algo que prejudica a história como um todo. Por ter muitas tramas paralelas, perdemos o foco sobre o que é mais importante aqui: o drama da personagem principal.

Esse drama chega a ficar tão esquecido que só nos deparamos com ele no início e quando o filme vai chegando aos seus momentos finais. O longa leve nos deixa e entramos de cabeça em um momento emocional do qual acho que deveríamos estar emergidos desde o início. Apesar disso, ele nem vai tão a fundo assim. A obra perde pontos pela falta dessa emoção a mais, mas ganha pontos no quesito “fofura”. Essa indeterminação de gênero pode nos deixar um pouco confusos sobre o que a produção quer realmente nos mostrar. Nada muito complexo também.

Conclusão

Se já for um fã dos outros dois filmes anteriores, creio que é uma obrigação assisti-lo e, pelo que notei, dificilmente irão se decepcionar. Não é complicado e não é maravilhoso, mas pode agradar todos que busquem uma aventura romântica sem muitas reviravoltas. Eternamente Demais Pra Mim é um filme bem simples no que se propõe e isso certamente agradará o espectador mais avulso que esteja buscando apenas um momento leve de diversão.

Aliás, durante os créditos temos um momento bem curioso e interessante. Somos apresentados aos principais atores do longa através de seus vídeos antes de conseguirem os papéis nessa franquia.

Onde assistir ao filme Eternamente Demais Pra Mim?

A saber, o filme Eternamente Demais Pra Mim já está disponível para os assinantes da Netflix desde 1º de abril de 2022. Aliás, vai comprar algo na Amazon? Então apoie o ULTRAVERSO comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa.

Por fim, não deixe também de acompanhar o UltraCast, o podcast do Ultraverso:

https://app.orelo.cc/uA26
https://spoti.fi/3t8giu7

Trailer do filme Eternamente Demais Pra Mim, da Netflix

Eternamente Demais Pra Mim (Netflix): elenco do filme

Ludovica Francesconi
Giancarlo Commar
Josef Gjura
Gaja Masciale
Jenny De Nucci
Riccardo Niceforo

Ficha Técnica

Título original: Sempre Più Bello
Diretor: Claudio Norza
Roteiro: Roberto Proia e Michela Straniero
Duração: 105 minutos
País: Itália
Gênero: comédia, drama e romance
Classificação: 12 anos

Bruno Oliveira

6
Créditos Galáticos

Créditos Galáticos: 6

Livros e Quadrinhos ‘Operação Obscura’ ‘Coração Marcado’ ‘Lua de Mel com a Minha Mãe’ ‘Bubble’ ‘Rumspringa’ SEC AWARDS 2022 A Megera Domada – Crítica do Filme