‘O Aprendiz’ e o fascínio que o homem tem pelo Mal

‘O Aprendiz’ e o fascínio que o homem tem pelo Mal

Dirigido por Bryan Singer e baseado em um conto de Stephen King, O Aprendiz traz, a princípio, algumas reflexões interessantes ao espectador. A principal delas, a saber, é o fascínio que o homem tem pelo mal. Algo que, infelizmente, está cada vez mais evidente no mundo em que vivemos.

Basta ver como a humanidade não apenas tolera, mas cada vez mais se identifica com regimes e personagens autoritários, sanguinários e ditadores.  Em outras palavras, o diálogo está sendo substituído pelo extermínio e essa é uma das questões do filme.

O Aprendiz

Todd Bowden (Brad Renfro) é, a princípio, um jovem comum. Aluno de boas notas prestes a se formar no colegial, divide as boas atuações acadêmicas com as esportivas, tendo um bom desempenho também no beisebol e no basquete. Em outras palavras, um aluno popular do colégio.

Fã de história, acaba se interessando pela Segunda Guerra Mundial, principalmente pelo holocausto. Em suma, é justamente aí que desperta um gatilho no jovem. Praticamente aficionado no assunto, costuma pesquisar incessantemente sobre os horrores daquele período, principalmente sobre o que os nazistas praticavam contra os judeus. Em suas leituras, acaba descobrindo sobre Arthur Denker (Ian McKellen), que mora em seu bairro e, na verdade, se chama Kurt Dussander. A saber, um ex-militar alemão que, sozinho, foi responsável pelo assassinato de 90 mil inocentes em um campo de concentração.

Brincando com fogo

Ao fazer a descoberta, Todd a princípio não pretende denunciar Denker/Dussander. Muito pelo contrário, o jovem quer sentir, por meio das lembranças do nazista, o que o ex-militar sentia enquanto exterminava seus inimigos. A cada encontro Todd se identifica mais com o idoso e a sensação de poder e o aflorar do seu lado do mal aumenta a cada encontro.

Sempre chantageando Denker/Dussander, Todd começa a travar o duelo psicológico com sua “vítima” e aos poucos vai deixando a soberba e o mal tomarem conta de sua personalidade e acaba alertado pelo idoso antes de se perder completamente.

As máscaras caem

O desenvolvimento dos personagens é muito bem tratado por Singer, que trabalharia com McKellen novamente nos filmes dos X-Men. Ator excepcional, o futuro Magneto é brilhante em O Aprendiz. Desde o começo do filme, como o criminoso acuado pela descoberta, bem como o cúmplice do seu acusador e, principalmente, quando deixa o mal aflorar novamente em si, revelando a sua verdadeira personalidade.

Conto de Stephen King

O Aprendiz é um conto do livro Quatro Estações, de Stephen King. A saber, a obra tem quatro histórias, cada uma baseada em uma estação do ano e, diferente da escrita tradicional do autor, não são sobre terror ou sobrenatural. E sim, sobre o horror psicológico e humano. Por fim, três desses contos viraram filme: A Primavera Eterna – Rita Hayworth e a Redenção de Shawshank, que foi adaptado aos cinemas como Um Sonho de Liberdade; Verão da Corrupção – Aluno Inteligente que serviu de base para a história deste O Aprendiz e Outono da Inocência – O Corpo, que se tornou o clássico dos anos 1980 Conta Comigo. Por fim, Inverno no Clube – O Método Respiratório é o único que não virou filme.

Em suma, O Aprendiz é um thriller psicológico que mostra como o mal está presente em qualquer pessoa. Seja um adulto militar nazista, ou um adolescente aparentemente comum. O mal está nos lugares em que se menos espera. E que figuras que pregam em nome de Deus ou da pátria, podem esconder algumas facetas maléficas. Mas, assim como em O Aprendiz, as máscaras caem e, quando se menos espera, a verdadeira face do mal é revelada. O único problema é perceber isso quando já for tarde demais.

Ficha técnica

Título Original: Apt Pupil
Direção: Bryan Singer
Roteiro: Brandon Boyce
Elenco: Brad Renfro, Ian McKellen, Joshua Jackson, Mickey Cottrell, Michael Reid MacKay, Ann Dowd, Bruce Davison, James Karen, Marjorie Lovett, David Schwimmer, Elias Koteas, Michael Byrne, Joe Morton, Heather McComb, Jan Triska, David Cooley, Kevin Spirtas.
Data de estreia: 23 de outubro de 1998
Ano de produção: 1998
Gênero: Drama, thriller psicológico
Duração: 111 minutos
País: Estados Unidos
Idioma: inglês
Classificação: 18 anos
Onde assistir: Pluto TV

8.0
saldo total
Créditos Galáticos: 8
Have no any user vote
O Mal está mais perto do que imaginamos
TAGS
Compartilhe


Leia também