imagine dragons mercury act 1 crítica de álbum

Imagine Dragons volta mais agressivo em ‘Mercury – Act 1’

Tiago Bandeira

|

20 de setembro de 2021

Este é o terceiro texto que escrevo para o ULTRAVERSO sobre lançamentos de discos desde o início da pandemia. E mais uma vez é notória a influência dela em mais uma obra. Como já era imaginado, mas não previsto, aqueles ‘poucos dias’ que ficaríamos em quarentena por conta de uma nova doença mortal em âmbito universal deixariam suas marcas e reflexões nas mais diversas obras feitas pelos humanos. A pandemia já passou dos 500 dias e seguimos com seus reflexos na sociedade e nas artes.

O novo álbum do Imagine Dragons, Mercury – Act 1 é mais um grande exemplo disso. Mantendo a já característica “miscelânea” musical, o disco traz questionamentos e vulnerabilidades em suas letras. O trabalho alterna músicas lentas, profundas, com gritarias e um rock mais intenso, o que, no fundo, já faz parte da carreira da banda há um bom tempo, mas talvez não com tanta agressividade como a que ouvimos em “Dull Knives” e “Cutthroat”.

Temas sensíveis

De acordo com o vocalista Dan Reynolds, o novo álbum trata sobre temas sensíveis como morte, perda, luto, solidão e celebração à vida: “Tenho visto meus amigos morrerem de overdose. O objetivo da arte é compartilhar nossos momentos mais sombrios e também os claros. Acredito que, ao cantar sobre minha própria luta contra isso, espero trazer para alguém um tipo de paz ou resolução. As coisas simples que me fazem continuar todos os dias”, afirmou.

Enfim, Mercury – Act 1 é o quinto álbum de estúdio do Imagine Dragons e foi lançado no dia 3 de setembro. O disco sucedeu Origins, de 2018. Como singles, a banda lançou “Follow You” / “Cutthroat”, em 12 de março; “Wrecked” em 2 de julho; e “Monday”, que saiu junto com o lançamento do álbum em 3 de setembro.

Aliás, vai comprar algo na Amazon? Então apoie o ULTRAVERSO comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa.

Ouça Mercury – Act 1, do Imagine Dragons

Tiago Bandeira

Jornalista, carioca, apaixonado por música, games, fotografia, pesquisas e história do Rio.
7
Créditos Galáticos

Créditos Galáticos: 7

Livros e Quadrinhos ‘Operação Obscura’ ‘Coração Marcado’ ‘Lua de Mel com a Minha Mãe’ ‘Bubble’ ‘Rumspringa’ SEC AWARDS 2022 A Megera Domada – Crítica do Filme