‘Immortals: Fenyx Rising’: game conquista pelo visual e mecânica

‘Immortals: Fenyx Rising’: game conquista pelo visual e mecânica

*Com a colaboração de Alessandro Jacaúna

Immortals: Fenyx Rising (conhecido anteriormente por Gods and Monsters) é um dos mais novos títulos da Ubisoft, que decidiu apostar em um novo estilo de jogo, altamente inspirado em The Legend of Zelda: Breath of the Wild.

O game pode ser considerado uma “colcha de retalhos”, visto que tem características que você vê em Assassin’s Creed, God of War e até na franquia Souls. “Copiar” pode até parecer uma ideia ruim, mas não foi.  Inspirado em tantas franquias, o jogo poderia parecer genérico ou até mesmo uma cópia fajuta. Contudo, tem carisma e identidade própria e foi um dos grandes acertos da Ubisoft.

Qual a história do game ‘Immortals: Fenyx Rising’?

Tifão, filho de Gaia, aparece logo no início do jogo e já se mostra como o vilão. Ele odeia os deuses e tem seus motivos para querer que todos sejam destruídos. Logo depois dessa introdução, você acompanha a conversa entre Zeus e Prometeu. O senhor do Olimpo chega num tom meio sarcástico por conta das condições de Prometeu, que está em sua penitência, acorrentado numa montanha e tendo seu fígado comido por uma águia todos os dias.

Zeus está preocupado, já que os deuses estão desaparecendo e os humanos virando pedra. Prometeu não consegue mais ver o futuro, porém sabe que um mortal irá salvar todos eles. Ele propõe uma aposta a Zeus, em que, se a profecia dele estiver correta, sua penitência será perdoada. Caso contrário, Prometeu terá que lutar a todo custo contra Tifão.

  • Eita, peraí! Vai comprar algo na Amazon? Então apoie o ULTRAVERSO comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa

A trama de Fenyx

Então Prometeu começa a contar a história da nossa heroína, Fenyx. Ela voltava de uma batalha com seus companheiros em um navio. Mas a embarcação é atingida por uma tempestade e é destruída, mas depois acaba parando em terra firme. Ao acordar você pode escolher como será Fenyx. Ela pode ser homem ou mulher, mas vamos tratá-la aqui no feminino pois essa parece ser a versão canônica.

Logo que ela dá conta de si, se levanta na areia da praia e procura por seus companheiros. Só que todos eles viraram pedra, incluindo o seu irmão, conhecido por ser um grande guerreiro. Fenyx encontra a espada dele, que foi presente do próprio Aquiles. Aqui, você enfrenta seus primeiros inimigos.

Depois disso, a personagem decide subir numa gigantesca estátua do deus Hermes. Lá de cima, ela pode fazer a famosa “sincronia” de Assassin’s Creed. Então, encontra um templo de Apolo e fica na esperança de encontrar algum vidente ou oráculo para guiá-la.

Immortal Fenyx Rising Ubisoft review game

Ajuda a um deus

Mas logo, Fenyx vê um pobre coitado sendo carregado por um grifo e  pedindo ajuda. Por sua boa índole, decide ajudar. Dando um salto de fé no lago, ela vai atrás do homem. No caminho ela encontra o machado de Atalanta. Antes de pegá-lo, ela é atraída por uma das entradas do Tártaro, o abismo onde Tifão está aprisionado. 

Dentro do Tártaro, você encontra as asas do Hermes e o machado de Atalanta. Com as asas você poderá dar um pulo duplo e planar. O machado lhe dará o ataque forte, para combinar com a espada. No final dos desafios de Tifão, Fenyx encontra o Raio de Zeus, que serve para aprimorar o  seu vigor. Continuando o caminho, você encontra as braçadeiras de Héricles, que são usadas para você manipular coisas pesadas. Outro equipamento encontrado é o arco de Odisseu.

Depois de ficar completamente equipada, você salva o homem dos apuros e descobre que ele é o deus Hermes, que ira lhe guiar na sua missão principal.

Gameplay

Se inspirando em vários jogos de sucesso, o Immortals do game Immortals: Fenyx Rising tem um esquema de combate que se assemelha muito ao Assassin’s Creed, que já tem algumas outras inspirações. O combate é bom, fácil de aprender e consistente. Os oponentes podem ser um pouco fáceis para quem gosta de desafio.

Se bem que o verdadeiro desafio de Immortals são os puzzles. Você provavelmente vai passar mais tempo tentando resolvê-los do que em combate. Alguns são bem desafiadores, outros bem simples. Vai depender do seu entendimento em jogos desse estilo. Mas, no fim das contas, eles não são tediosos, sempre trazendo alguma nova ideia. A mecânica no geral aborda vários pontos. Tem update de status, de habilidades e equipamentos. As suas lutas podem ser um pouco repetitivas pois não há muita variedade de golpes. 

A exploração é um fator positivo no jogo. Os cenários são lindos, bem elaborados e a iluminação realça as cores. Por isso, é interessante buscar por novos lugares e “sincronizar” no topo das estátuas dos deuses. E é por lá que você realmente abre os setores do mapa. Por falar nisso, cada área corresponde a um deus. Você encontrará áreas de florestas, campos, desertos, gelo, vulcão, etc.

O tempo médio do jogo é de umas 20 horas. Se você for um ótimo jogador e expert em resolver puzzles, esse tempo pode reduzir. Caso contrário, vai demorar bastante tempo pra zerar o game.

Gráficos

Quando vi os trailers, já tinha me convencido que o visual cartunesco tinha sido bem utilizado. Mas o jogo peca na movimentação e expressões dos personagens.  O visual dos personagens ficou um pouco estranho. Ele se perdeu entre o cartoon e o realístico. Algumas pessoas curtiram, mas todos concordamos que as animações e expressões ficaram a desejar.

Como o jogo tem muita comédia, alguns trejeitos são necessários. Mas o game não teve sucesso nesse quesito. Já os cenários e design dos NPCs ficaram em um ótimo nível. Cores vibrantes são um ponto forte. É muito bom passear pelos cenários, tanto os abertos quanto os fechados.

Immortal Fenyx Rising game review Ubisoft

Áudio

Aqui o game fica na média. Nada inovador, mas eles fizeram direitinho o dever de casa. O som é bom, mantém o clima, mas poderia empolgar mais.

Problemas Técnicos

O jogo tem pouquíssimos problemas técnicos. A Ubisoft conseguiu entregar um título mais polido desta vez. Uma vez ou outra você vai encontrar um pequeno travamento, mas nada que possa influenciar negativamente na experiência. Comigo não aconteceu, mas algumas pessoas presenciaram crashs. No entanto, com baixíssima frequência. Aê, Ubisoft, acertou hein!

Veredito de ‘Immortals: Fenyx Rising’

Immortals: Fenyx Rising é um game bem divertido e com visual cativante. As horas passam sem notar. Ele usa uma temática muito abordada de uma maneira diferente. Já vimos vários jogos e histórias contando a mitologia grega, mas voltada para o humor são poucas. Algumas vezes você vai encontrar uma piada forçada. Eles poderiam ter pisado no freio em alguns momentos.

O game não vale o valor no momento. Infelizmente, o jogo veio com o preço cheio e, até a finalização deste review, estava acima de R$ 270 na Amazon. Tanto para PS4 quanto para Xbox One. Acho que o ideal é esperar uma promoção para jogar.

Prós

  • Gráficos interessantes
  • Relaxante
  • Muitos puzzles
  • Temática bem humorada

Contras

  • Expressões e movimentação dos personagens
  • Tá caro
  • Alguns inimigos tem o design reaproveitado
YouTube video
8.7
saldo total
História: 7
Jogabilidade: 9
Diversão e Imersão: 9
Gráficos: 9
Trilha Sonora: 7
2 user votes x 9.0
TAGS
Compartilhe


Leia também