Lovecraft Country (HBO) é uma obra-prima

Lovecraft Country (HBO) é uma obra-prima

Em primeiro lugar, precisamos deixar isso bem claro. A série Lovecraft Country, da HBO, é sim uma obra-prima. Afirmo com tanta certeza, porque a série consegue, acima de tudo, falar sobre temas muito relevantes sem se perder. Além disso, ao longo dos dez episódios da primeira temporada, pudemos passear por novos mundos, estilos e emoções. A cada semana, tivemos uma experiência diferente.

O escritor H.P. Lovecraft é conhecido como um dos maiores nomes do horror cósmico. E, nesse sentido, nenhuma obra retratou tão bem seu trabalho quanto Lovecraft Country. Contudo, a série da HBO foi muito além. O programa nos afirma: nenhum Cthulhu é mais horroroso ou arrepiante do que o racismo.

A grande sacada da série é aproveitar justamente a veia racista do escritor e subverter a história. Ademais, o argumento principal da série é baseada no livro Território Lovecraft, de Matt Ruff.

A trama

Com Lovecraft Country, a HBO nos apresenta uma história que não é linear. A série conta a história de Atticus Turner (Jonathan Majors), um veterano da Guerra da Coreia que volta para casa ao saber do desaparecimento do seu pai, Montrose (Michael K. Williams). No entanto, a partir de então, Atticus e sua galera passam a enfrentar uma sucessão de problemas. monstros, espíritos, contatos com o oculto, primordialmente, o racismo e a intolerância.

Atticus, portanto, pega a estrada em busca de seu pai. Ele tem a companhia de sua amiga Letitia (Jurnee Smollett) e de seu tio George (Courtney B. Vance). A HBO ousou em Lovecraft Country porque colocou nosso heróis no meio de um país segregado, com as leis de Jim Crow os impondo desafios ainda maiores.

George, Leti e Atticus (Divulgação HBO)

Da mesma forma, a série ainda nos apresenta outros marcos históricos importantes. Ela conecta de maneira factível, tragédias do mundo real como o Massacre de Tulsa e a Guerra da Coreia. Aliás, é muito importante que outra produção tão relevante fale abertamente sobre o Massacre de Tulsa. A HBO repete em Lovecraft Country, portanto, a experiência bem-sucedida em Watchmen.  

HBO destaca a cultura afroamericana em Lovecraft Country

Antes de mais nada, é preciso reforçar que a série não é monotemática. Por um lado, a trama nos expõe ao lado mais sujo e nefasto do racismo. Em contrapartida, a HBO escreve uma carta de amor à cultura afro-americana através de Lovecraft Country. Temos a presença de Etta James e Fats Domino na trilha sonora, bem como a recriação de fotografias de Gordon Parks. Além disso, temos a inclusão de figuras históricas, como Jerry Robinson. É um deleite que exemplifica como a cultura negra nos Estados Unidos triunfou em meio ao caos.

A showrunner Misha Green se interessou pelo projeto para reivindicar o espaço dos negros no gênero do terror. E, nesse sentido, Lovecraft Country ainda teve o auxílio luxuoso de Jordan Peele e J.J. Abrams na produção da HBO. A narrativa fantástica abraça ainda outras referências, como Alexandre Dumas, Gil Scott Heron e até Rihanna.

E, além disso, a estratégia de abordar vários gêneros se mostrou acertada. Acima de tudo, a curiosidade do espectador se manteve inabalada ao longo da temporada. A HBO, de fato, surpreendeu nos apresentando uma surpresa diferente a cada episódio de Lovecraft Country.

Atuações impecáveis

Ainda assim, a série talvez não fosse tão incrível se não tivesse um elenco tão afiado. Mesmo nas produções da HBO, que são de altíssimo nível, poucas vezes vi um elenco tão coeso como em Lovecraft Country. Além dos já mencionados, se destacam e muito Wunmi Mosaku (Ruby), Jada Harris (Diana), Aunjanue Ellis (Hippolyta) e Jamie Chung (Ji-Ah).

Seja como for, a estrela da companhia é Jurnee Smollett. Ela é, ao mesmo tempo, o ponto de equilíbrio e o coração da série. Um artigo do American Film Institute revelou que, quando surgiu a oportunidade da atriz participar de uma audição para Aves de Rapina, ela quase recusou. Isso porque as gravações do longa poderiam conflitar com o calendário da série. No entanto, ela foi encorajada por Misha Green a tentar o papel e conseguiu. Por fim, suas performances nas duas obras são incríveis.

Lovecraft Country (HBO), é bom?

Definitivamente, ela é mais do que isso. Na minha humilde opinião, foi a melhor série de 2020 e um marco na história da televisão. A série concorre ao Globo de Ouro de Melhor Série de Drama, mas seus atores foram ignorados nas outras categorias principais. Por fim, nos resta aguardar e torcer para que ela seja lembrada em outras premiações. Assista, aprenda, se emocione com Lovecraft Country.

Ficha técnica

Título original: Lovecraft Country
Criação: Misha Green
Elenco: Jonathan Majors, Jurnee Smollett, Michael K. Williams, Courtney B. Vance, Wunmi Mosaku, Jada Harris, Aunjanue Ellis e Jamie Chung
Temporada: 1
Total de episódios: 10
Onde assistir: HBO
País: Estados Unidos
Gênero: Drama, Ficção Científica
Ano de produção: 2020
Classificação: 16 anos

10.0
saldo total
Créditos Galáticos: 10
1 user vote x 10.0
TAGS
Compartilhe


Leia também