‘Mank’: filme da Netflix é obrigatório para os amantes do cinema

‘Mank’: filme da Netflix é obrigatório para os amantes do cinema

Prostrado na cama de um rancho na Califórnia, o roteirista Herman Mankiewicz (Gary Oldman) ouve as instruções de como deve escrever seu próximo trabalho com o exaspero de um condenado que tem nas mãos do novato e promissor Orson Welles (Tom Burke) a sua única chance de redenção.

Dirigido por David Fincher e escrito por seu falecido pai, Jack, o filme Mank é o ponto alto de uma prolífica parceria do cineasta com a Netflix. Ele topou rodar em preto e branco a história por trás do roteiro do aclamado filme Cidadão Kane, que levou o Oscar justamente nessa categoria.

Mank crítica Netflix filme

Foto: Netflix / Divulgação

Técnicas de Orson Welles

Como em qualquer grande história em que o autor sempre deixa um pouco ou muito de si, a narrativa com uso de flashbacks, tal qual em Kane, elucida o porquê de aquela obra ser inspirada no então magnata da imprensa William Randolph Hearst (Charles Dance) e, um pouco menos, em Louis. B Mayer (Arlis Howard), produtor da Metro-Goldwyn-Mayer, a famosa MGM.

O diretor usa, de forma magistral, todas as técnicas que Welles não necessariamente inventou, mas apurou a ponto de se tornarem lugar comum na produção cinematográfica. Como, por exemplo, a câmera baixa e a profundidade de campo. Elas fazem o espectador tentar absorver tudo o que está na tela. De fato, o cineasta foi auxiliado pelo grande diretor de fotografia por Greg Tolland. Já Fincher conta com Eric Messerschmidt pra se utilizar disso e da luz natural de uma forma soberba. Isso dá um ar de filme antigo  e mesmo assim novo em folha.

Mank Netflix crítica filme

Foto: Netflix / Divulgação

Gary Oldman brilhante

Por outro lado, Oldman tem aqui outra oportunidade de brilhar como um autor genial e carismático. Mas tão delinquente a ponto de ir apostando em qualquer coisa até chegar ao fundo do poço. Enquanto isso, seus pares estão muito mais cientes do poder que tem em mãos. Especialmente o Hearst de Dance, um notório influente na política de uma época em que o nazismo e o comunismo já eram considerados uma ameaça ao modo de vida americano.

O filme Mank, pela própria dedicação do diretor, equipe técnica e elenco, é não apenas outra aposta da Netflix para o Oscar como também o projeto de uma vida. Uma produção que deve ser vista não apenas por sua qualidade, mas para entender melhor aquele que ainda é tido por muitos especialistas como o melhor filme de todos os tempos.

TRAILER

YouTube video

FICHA TÉCNICA

Título original: Mank
Direção:
David Fincher
Elenco:
Gary Oldman, Amanda Seyfried, Lily Collins, Arliss Howard, Tom Pelphrey, Sam Troughton, Ferdinand Kingsley, Tuppence Middleton, Tom Burke, Joseph Cross, Jamie McShane, Toby Leonard Moore, Monika Grossman, Charles Dance
Distribuição: Netflix
Data de estreia:
sex, 04/12/20
País: 
Estados Unidos
Gênero: 
drama
Ano de produção: 
2020
Duração: 
132 minutos
Classificação: 
14 anos

10.0
saldo total
Créditos Galáticos: 10
2 user votes x 10.0
Mais uma obra-prima de David Fincher
TAGS
Compartilhe


Leia também