Mostra de Cinema de SP 2020 divulga programação: VEJA!

Mostra de Cinema de SP 2020 divulga programação: VEJA!

A Mostra Internacional de Cinema de SP de 2020 divulgou sua programação neste sábado (10), em coletiva realizada online. A saber, o evento acontece entre os dias 22 de outubro até 4 de novembro. A Mostra traz uma seleção de filmes que apresenta um panorama do cinema contemporâneo mundial.

Nesse ano, entretanto, a principal maneira de acompanhar as exibições vai ser online, tendo em vista os cuidados com o isolamento social adotado em todo o mundo. Contudo, também vão ocorrer algumas sessões presenciais ao ar livre na capital paulista. Assim, os locais escolhidos são o Belas Artes Drive-in, instalado no Memorial da América Latina, e o CineSesc Drive-in, localizado no Sesc Parque Dom Pedro II.

Streaming exclusivo

A programação da Mostra de SP 2020 poderá ser acessada – em sua maioria – através do site do evento, que irá direcionar o espectador às três plataformas de streaming do festival. A principal delas é a Mostra Play, com títulos a R$ 6,00 por view. Em contrapartida, a Spcine Play e Sesc Virtual vão permitir que sejam assistidas cerca de 15 produções de forma gratuita.

Mas, vale destacar que o streamig utilizado pela organização foi idealizado pela empresa Festival Scope/Shift72, responsável pelas competições de Toronto e Tribeca, bem como do mercado de Cannes.

Nesse sentido, a diretora da Mostra de SP, Renata de Almeida, explica a grande dificuldade em convencer produtores a autorizarem a exibição de seus filmes online na programação de 2020.

“No começo do ano, muitos disseram não. Mas depois mudaram de ideia porque viram que era a única opção possível”, diz Almeida.

Destaques do festival

A atriz Thiessa Woinbackk em cena do filme Valentina (2020) – Foto: Divulgação

A Mostra contará ao todo com 198 filmes de 71 países, entre eles, Alemanha, Argentina e Azerbaijão. Por outro lado, a programação também terá a participação de aproximadamente 30 títulos nacionais, alguns ainda inéditos, como o drama Valentina (2020), que narra a trajetória da transexual que dá nome à película, dirigida por Cássio Pereira dos Santos.

Frequentemente, o evento paulista também apresenta obras de países com pouca expressão no cenário da sétima arte, no entanto, com grandes qualidades técnicas e artísticas. É o caso de Nossa Senhora do Nilo (Ruanda) e Isso Não É um Enterro, É uma Ressurreição (Lesoto).

O eleito para a abertura

A abertura acontece com a produção mexicana Nuevo Orden (2020), do diretor Michel Franco. De acordo com Renata de Almeida, a seleção foi bastante pensada. “Ele é um filme muito polêmico e forte, é um thriller violento”, afirma a organizadora da Mostra.

Porém, ela justifica a escolha dizendo que a história reflete questões que o Brasil igualmente possui, “além disso, ele vem com a chancela de vencedor do grande prêmio do júri no Festival Internacional de Veneza em 2020”, revela.

Homenageados

Dentro das atividades programadas, o tradicional Prêmio Leon Cakoff será entregue a produtora Sara Silveira. Como resultado desta celebração, haverá a exibição de seu trabalho mais recente, o filme Todos os Mortos (2020), dos diretores Marco Dutra e Caetano Gotardo.

Por fim, o cineasta Fernando Coni Campos (1933-1988) recebe uma homenagem póstuma com a apresentação especial de três de seus sete longas metragens: Viagem ao Fim do Mundo (1968), Ladrões de Cinema (1977) e O Mágico e o Delegado (1983).

CLIQUE AQUI E CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

TAGS
Compartilhe


Leia também