‘Nada Ortodoxa’ é uma minissérie impecável

‘Nada Ortodoxa’ é uma minissérie impecável

Baseado no livro homônimo de Deborah Feldman, Nada Ortodoxa (Unorthodox) apresenta, em suma, a vida de uma jovem judia que busca um novo rumo no país onde sua religião ainda sente o peso do passado histórico. A saber, a série original da Netflix já ganhou o Emmy de Melhor Direção de Minissérie, Filme ou Especial em 2020. Agora, volta a concorrer ao Globo de Ouro como Melhor Minissérie ou Filme para TV e Melhor Atriz em Minissérie ou Filme para TV representado por Shira Haas.

Inspirado em drama real

Nada Ortodoxa apresenta, a princípio, traços da vida da autora Deborah Feldman, que cresceu sob os cuidados e ensinamentos dos avós judeus. Com apenas quatro episódios, a série consegue transmitir o quanto Esther Shapiro (Shira Haas) é uma garota sonhadora, bem como determinada. Com apenas 18 anos, a jovem passa por um casamento arranjando de acordo com a tradição judaica e, por acreditar que essa seria a melhor realização da sua vida, não se importa com as limitações impostas pela própria segregação.

A partir do convívio com o marido Yanky Shapiro (Amit Rahav) é que Esty – como Esther também é assim chamada – começa a criar um sentimento de infelicidade e rejeição por parte da família Shapiro. Um ponto muito bem retratado na produção é a forte pressão pelos familiares e religiosos em seguir firmemente as regras da comunidade hassídica e como são fechados a mudanças.

Novo rumo

Visto que seu relacionamento não era mais o mesmo, a jovem decide deixar tudo para trás e partir para Berlim. E, isso só é possível devido à amizade com uma professora de música que, inclusive, despertou ainda mais o interesse de Esther pelo gênero.

Assim, podemos notar, em pouco tempo, a intensidade dos fatos pela ideologia arcaica em um ambiente bem atual. A história retratada inicialmente em um bairro do Brooklyn, Nova Iorque, e, logo em seguida, em Berlim retrata de forma clara as diferenças do cotidiano e pressão em cima das mulheres judias.

Apesar dos acontecimentos não seguirem o mesmo rumo da história real da autora, Feldman conta que, a princípio, a introdução de um novo contexto fez com que a produção se tornasse mais atrativa. A ida de Esty para Alemanha acontece, em suma, por circunstâncias diferentes, além da introdução do personagem Moishe, primo de Yanky.

Atuação

A atuação é, do mesmo modo, outro fator em destaque na série pela precisão dos personagens e composição em cena. Em suma, é visível a entrega dos atores em cada situação e lugar pelo panorama sensível tratado na série.

Por fim, Nada Ortodoxa traz um rico conteúdo histórico e inspirador ao passo que possui uma produção impecável e atrativa. Ademais, é possível checar mais informações sobre esse trabalho no Making Of disponível também na Netflix.

Ficha técnica

Título original: Unorthodox
Temporada: 1
Data de estreia: 26/03/20
Criação: Anna Winger, Alexa Karolinski
Direção: Maria Schrader
Elenco: Shira Haas, Amit Rahav, Jeff Wilbusch, Alex Reid, Ronit Asheri, Delia Mayer, Dina Doron, David Mandelbaum, Gera Sandler, Eli Rosen, Aaron Altaras, Tamar Amit-Joseph, Langston Uibel, Safinaz Sattar, Felix Mayr, Aziz Dyab
Onde assistir: Netflix
País: Estados Unidos, Alemanha
Gênero: Drama
Ano de produção: 2020
Classificação: 16 anos

9.7
saldo total
Créditos Galáticos: 10
2 user votes x 9.5
TAGS
Compartilhe


Leia também