‘Relatos do Mundo’ e a sensibilidade do oeste americano

Fabio Martins

|

10 de fevereiro de 2021

Antes de mais nada, Relatos do Mundo é o segundo fruto da parceria entre o astro Tom Hanks e o diretor Paul Greengrass. O filme, que estreia nessa quarta (10), na Netflix, traz um olhar sensível, belo e humano sobre o oeste norte-americano.

Diferente de suas obras anteriores, Greengrass desacelera o ritmo e isso pode desagradar os fãs de seus trabalhos mais conhecidos como ‘Capitão Phillips’ (com Hanks no papel principal); ‘Vôo United 93’ e, principalmente, os filmes (exceto o primeiro) da saga ‘Jason Bourne’. Ao invés de usar a câmera trepidante como se fosse um personagem no meio da confusão, o diretor opta por usá-la com muito mais delicadeza e sutileza, enaltecendo, assim, a belíssima fotografia de Dariusz Wolski.

Sinopse

Cinco anos após a Guerra Civil, o capitão Jefferson Kyle Kidd (Tom Hanks), veterano de três guerras, agora viaja entre cidades para contar histórias reais, compartilhando diversas notícias locais, nacionais e internacionais para quem estiver disposto a ouvir pagando 10 centavos pelos ‘causos’.

Entre uma viagem e outra, Nas planícies do Texas, seu caminho cruza com o de Johanna (Helena Zengel), uma garota de 10 anos de idade que, a princípio, foi adotada pelo povo Kiowa há seis anos e criada como um deles. Longe de sua tribo e sem praticamente se lembrar de sua família, ela será levada por Kidd, contra a sua vontade, para ser criada pelos seus tios biológicos.

Durante a viagem de centenas de quilômetros pelo deserto implacável, os dois, em suma, precisam se conhecer, se respeitar, entender o espaço de cada um, enquanto enfrentam grandes desafios humanos e naturais enquanto procuram o final de suas jornadas.

Tom Hanks e Helena Zengel

Dividir cena com um astro do tamanho de um Tom Hanks não é tarefa fácil. Antes de mais nada, é muito fácil ser engolido pelo talento e carisma deste que é um dos grandes nomes do cinema de sua geração. Mas, ao mesmo tempo que ele é gigante, ele é também extremamente generoso. E, assim, são vários os momentos que ele deixa espaço para Helena Zengel brilhar em Relatos do Mundo.

A jovem atriz agarra a oportunidade, entrega um personagem cativante e vem conquistando tanto o público quanto a crítica. A saber, ela foi indicada ao Globo de Ouro, SAG Awards, bem como a Critics Choice Association. Além disso, ela é também seríssima candidata a uma indicação ao Oscar.

Ação

Apesar de ser um filme mais contemplativo, claro que Relatos do Mundo tem cenas de ação. Greengrass respeita o ambiente de faroeste e, ao invés de exibir tiroteios frenéticos, com milhares de pistolas e balas, aposta na simplicidade. E acerta em cheio, principalmente no suspense criado entre um tiro, uma emboscada e a procura desesperada por munição.

Por fim, Relatos do Mundo é daqueles filmes que te fazem bem. Onde a jornada do personagem é tão importante quanto a sua conclusão. Enfim, mostra que o heroísmo vai além de se fazer justiça com as próprias mãos e que mesmo em situações adversas, no meio de lugares ríspidos e frios, o amor e empatia são capazes de triunfar.


TRAILER

[youtube v=”OawrKhc3XdM”]

FICHA TÉCNICA DE ‘RELATOS DO MUNDO’

Título original: News of the World
Direção: Paul Greengrass
Roteiro: Paul Greengrass, Luke Davies
Elenco: Tom Hanks, Helena Zengel, Tom Astor, Travis Johnson, Andy Kastelic, Ray McKinnon, Mare Winningham, Elizabeth Marvel, Chris Bylsma, Michael Angelo Covino, Brenden Wedner, Darrin Giossi
Onde assistir ‘Relatos do Mundo’: Netflix
Data de estreia: qua, 10/02/21
País: EUA
Gênero: drama, western
Ano de produção: 2020
Duração: 118 minutos
Classificação: 16 anos

Fabio Martins

Santista de Nascimento, flamenguista de coração, paulistano por opção. Jornalista, assessor de imprensa viciado em cinema, série, HQ, música, games e nerdices em geral.
8
Créditos Galáticos

Créditos Galáticos: 8

Livros e Quadrinhos ‘Operação Obscura’ ‘Coração Marcado’ ‘Lua de Mel com a Minha Mãe’ ‘Bubble’ ‘Rumspringa’ SEC AWARDS 2022 A Megera Domada – Crítica do Filme