EXCLUSIVO: ‘Samba de Guerrilha’ e a resistência de Luca Argel

EXCLUSIVO: ‘Samba de Guerrilha’ e a resistência de Luca Argel

Esqueça a linearidade de um álbum de MPB tradicional. O novo álbum do cantor e compositor carioca radicado em Portugal Luca Argel, Samba de Guerrilha, é um mosaico de poesia, bem como narração, ilustrações e músicas, em que o samba conta partes da história escondida dos livros oficiais.

Os elementos utilizados por Luca Argel, formado em música pela UNIRIO e mestre em Literatura pela Universidade do Porto, em Portugal, servem para complementar a narrativa, destacando o testemunho do samba. É das letras conhecidas pelos brasileiros – mas não tanto assim pelos portugueses – que sai a voz que conclama para o combate ao racismo, à escravidão, às desigualdades sociais e aos momentos de resistência política em geral.

Bloqueio das redes sociais

A luta de Luca Argel ganha ainda mais relevância num momento em que o mundo vê grupos fascistas da extrema-direita ganharem cada vez mais força. Isso porque o cantor passou mais de uma semana bloqueado no Instagram sem qualquer satisfação. Entretanto, a suspeita é de que o bloqueio tenha ocorrido por causa de uma denúncia feita pelo arista a respeito de livros de apologia ao fascismo à venda em Portugal.

Enfim, este é o quarto álbum de Luca Argel, que conversou com o ULTRAVERSO sobre o lançamento de Samba de Guerrilha, a carreira, racismo, escravidão, assim como a importância do samba e da cultura afro. Enfim, confira a entrevista no vídeo abaixo:

  • Aliás, vai comprar algo na Amazon? Então apoie o ULTRAVERSO comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa
YouTube video

Acompanhe o trabalho de Luca Argel

TAGS
Compartilhe


Leia também