The Killers não encanta em ‘Imploding the Mirage’

The Killers não encanta em ‘Imploding the Mirage’

O The Killers lançou seu novo álbum, “Imploding the Mirage”, no último dia 21 de agosto. Este é o sexto disco da carreira dos norte-americanos. O trabalho anterior foi “Wonderful Wonderful”, lançado em 22 de setembro de 2017.

A saber, os singles divulgados para o novo projeto foram as faixas “Caution”, em 12 de março; “Fire in The Bone”, em 23 de maio; “My Own Soul’s Warning”, em 17 de junho; e “Dying Breed”, lançada em 14 de agosto.

The Killers Imploding the Mirage capa
Foto: Divulgação

Sobre o ‘Imploding the Mirage’

Enfim, vamos ao álbum. De fato, a primeira metade de “Imploding the Mirage” deixa a impressão que o The Killers parece ter encontrado a mescla perfeita entre as viagens eletrônicas com as guitarras dos primeiros discos da carreira.

No entanto, a segunda parte do álbum caminha por uma aura ‘viajandona’ experimental e mostra um The Killers bem distante de 16 anos atrás, quando lançavam “Hot Fuss“.

Com dez faixas e 42 minutos de duração, “Imploding the Mirage” conta com participações especiais da cantora canadense K.D. Lang, na música “Lightning Fields”, e de Weyes Blood, na faixa “My God”.

O que esperar?

Apesar de “Imploding the Mirage” não ser um álbum que deixou este que vos escreve entusiasmado, trata-se de um trabalho muito bem-feito do The Killers. De fato, isso não tem como negar.

Aliás, também é importante frisar que, no mundo musical, nem sempre a primeira impressão é a que fica.

A produção é de alto nível e as todas as composições passam pelas mãos de Brandon Flowers, o que atesta ainda mais sua qualidade.

A saber, sua recepção foi majoritariamente positiva ao redor do mundo. Isso porque, logo em sua estreia, atingiu o oitavo lugar na Billboard 200.

Então, mesmo que este crítico não tenha se encantado por “Imploding the Mirage”, sempre vale ouvir The Killers.

E, como disse, pode não ter sido amor à primeira vista, mas vai que com algumas boas horas de audição não façam você se apaixonar? Enfim, nada como uma boa “conversa”.

Faixas

1.    “My Own Soul’s Warning”

2.    “Blowback”

3.    “Dying Breed”

4.    “Caution”

5.    “Lightning Fields (com K. d. lang)”

6.    “Fire in Bone”

7.    “Running Towards a Place”

8.    “My God (com Weyes Blood)”

9.    “When the Dreams Run Dry”

10.    “Imploding the Mirage” 

5.5
Créditos Galáticos
Créditos Galáticos: 5
1 user vote x 6.0
Não deu match
TAGS
Compartilhe