‘F1 2020’ é o melhor jogo da franquia da Codemasters

‘F1 2020’ é o melhor jogo da franquia da Codemasters

Sustentar uma franquia por anos a princípio não é um trabalho fácil. Por isso a Codemasters dava sinais de que não estava conseguindo lançar melhorias consistentes com que uma do nível da Fórmula 1 merece. Talvez, por isso, a estratégia com o ‘F1 2020’ foi não fazer tanto marketing. Ela trabalho silenciosamente e, principalmente, fez algo inédito: trouxe a comunidade dos jogadores para perto dos desenvolvedores do jogo.

Um esforço desse tamanho deu resultado e afinal podemos afirmar sem medo. Finalmente os executivos da empresa tinham razão e, dessa forma, o F1 2020 é facilmente o melhor jogo da Codemasters de toda franquia.

Melhorias

Os gráficos estão ótimos, contudo a engine é a mesma utilizada há alguns anos. Destaque igualmente também para a modelagem dos carros. Ela atingiu um nível de excelência que, por exemplo, com um olhar desatento está difícil falar que se trata de um jogo.

A representação dos pilotos também melhorou e está bem menos artificial, o que, dessa forma, também significou uma melhora nas comemorações realizadas nos pódios.

Mudança de foco

Esse ano também estão tentando atrair a princípio um outro tipo de público: o pessoal que joga casualmente. Uma das grandes críticas do jogo era que, por exemplo, ele era voltado para quem gosta de simulação.

O jogo tem assistências focadas em ajudar quem usa controle. Ainda assim, mesmo usando um é possível jogar sem elas. Esse ano também contamos com o suporte para tela dividida, então agora é possível jogar em duas pessoas com apenas um jogo.

Grande acerto

Mas usando um volante com force feedback é onde esse jogo realmente brilha. O suporte para essa função está muito melhor e com o suporte prestado pela comunidade foi onde o jogo mais evoluiu.

A Codemasters ainda chamou atletas de eSports e pilotos da vida real para avaliar e ajudar nas correções necessárias. O resultado é que agora temos mais sensação de leitura de pista, de quando o carro está fora dela e principalmente perdendo aderência.

Discórdia

O ponto da discórdia ficou com o gerenciamento dos modos do ERS. Nos últimos anos essa funcionalidade era totalmente manual e adicionava mais uma dificuldade nas provas disputadas. Mas como esse gerenciamento foi muito criticado antes, ele agora é automático. Acredito que isso prejudica a jogabilidade tirando um elemento estratégico quando estamos jogando nos níveis mais altos contra a IA.

Mas pelo outro lado, facilita a vida de quem não está acostumado. Agora basta segurar um botão para usar o modo de “ultrapassagem” que adiciona aquela potência extra e quase sempre necessária para completar uma ultrapassagem complicada.

Novidade

A grande novidade desse ano e grande responsável pelo ‘hype’ pelo F1 2020 é o modo chamado ‘Minha Equipe’ ou ‘My Team’. Aqui, além de piloto também somos o dono da 11.ª equipe. Com isso, temos que gerenciar algumas coisas, como custos das áreas responsáveis pela evolução do carro ao longo da temporada. Assim como negociar com patrocinadores e gerenciar a contratação e renovação do segundo piloto.

Obviamente o desempenho da equipe na pista conta demais para o desempenho fora dela. Sendo assim, por vezes tomamos algumas decisões como favorecer ou prejudicar o companheiro em nome da evolução da nossa equipe. Mesmo assim, não é nada tão profundo como o Motorsport Manager, mas é bem divertido. Com certeza, é onde o jogador vai gastar a maior parte do tempo no jogo.

Novas opções

Apoiado no modo “Minha Equipe” temos uma série de opções de personalização de piloto, carro e capacete. Podendo usar também nos modos multiplayer do jogo, conferindo um ar de individualidade que agradará a muitos.

Não podemos esquecer que o modo carreira na Fórmula 2, introduzido no ano passado, está melhor Agora, além da a opção de fazer os mesmos desafios do ano passado, podemos fazer a temporada completa antes de subir para a Fóruma 1.

Veredito F1 2020

Depois de ameaçar cair na mesmice a franquia aparece cheia de novidades. Com o modo ‘Minha Equipe’, a Codemasters acertou em cheio trazendo um elemento de renovação para o jogo. Ela, com isso, aumentou imensamente o fator “replay”. Agora, a continuação de uma campanha pode representar um jogo bem diferente com a renovação e evolução dos pilotos e equipes.

Notas – F1 2020

Fator Replay: 10
Gameplay: 9
Diversão e Imersão: 9
Gráficos: 10
Trilha Sonora: 9

Prós:

Representação fiel de todas as 22 pistas do calendário;
O modo “Minha Equipe” acrescenta uma longevidade considerável no gameplay da carreira;
Gráficos extremamente detalhados.

Contras:

A IA vai te ignorar em algumas ultrapassagens e danificar o seu carro ou te tirar da corrida;
Force Feedback ainda não representa a sensação dos pneus travando.

9.0
Créditos Galáticos
Créditos Galáticos: 9
1 user vote x 9.0
TAGS
Compartilhe