Taylor Hawkins

Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters, morre aos 50 anos

Guilherme Farizeli

|

26 de março de 2022

Taylor Hawkins, baterista da banda Foo Fighters, morre aos 50 anos. O músico foi encontrado sem vida no quarto onde estava hospedado em Bogotá, na Colômbia, nessa sexta (25). A banda se apresentaria festival Estéreo Picnic no mesmo dia e encerraria a programação do Lollapalooza Brasil neste domingo (27). Segundo o festival colombiano, o Foo Fighters cancelou o resto da turnê sul-americana.

A família Foo Fighters está devastada pela trágica e prematura perda de nosso amado Taylor Hawkins“, escreveu o grupo no Twitter.

Seu espírito musical e riso contagiante vão viver conosco para sempre. Nossos corações vão a sua mulher, filhos e família, e pedimos que sua privacidade seja tratada com o máximo de respeito nesse tempo de dificuldade inimaginável“.

Baterista de milhões

Nascido em 17 de Fevereiro na cidade de Fort Worth, no Texas, mas com fortes ligações com o estado da Califórnia, Oliver Taylor Hawkins começou a ganhar notoriedade como baterista quando tocou com a cantora Sass Jordan. Sua grande estreia no mainstream foi, no entanto, a partir do momento em que entrou para a banda de Alanis Morissette. Hawkins participou da turnê do álbum clássico Jagged Little Pill, além de figurar em clipes icônicos como “You Oughta Know” e “All I Really Want”. Após dois anos com a cantora, Taylor se ofereceu para entrar no Foo Fighters para a alegria de Dave Grohl, que não estava satisfeito com o baterista William Goldsmith.

Sua primeira aparição em estúdio com o FF foi no disco There Is Nothing Left to Lose (1999), tocando bateria em todos os outros álbuns desde então. O mais recente trabalho com os caras e, portanto último, é o Medicine at Midnight (2021).

Carreira solo invejável

Ao longo da carreira, enquanto o Foo Fighters curtia férias ou momentos de hiato, Taylor participou de vários outros projetos. Nesse sentido, estão o Taylor Hawkins and the Coattail Riders, no qual tocava bateria e cantava, e sua banda de covers, a Chevy Metal. Atualmente, ele ainda formava o NHC, uma superbanda que teve início durante a pandemia, com Dave Navarro e Chris Chaney, do Jane’s Addiction.

Por fim, vamos relembrar de Taylor Hawkins fazendo o que ele mais gostava: tocando bateria e cantando

Guilherme Farizeli

Músico há mais de mil vidas. Profissional de Marketing apaixonado por cinema, séries, quadrinhos e futebol. Bijú lover. Um amante incondicional da arte, que acredita que ela deve ser sempre inclusiva, democrática e representativa. Remember, kids: vida sem arte, não é NADA!
Livros e Quadrinhos ‘Operação Obscura’ ‘Coração Marcado’ ‘Lua de Mel com a Minha Mãe’ ‘Bubble’ ‘Rumspringa’ SEC AWARDS 2022 A Megera Domada – Crítica do Filme