Luca Argel lança álbum contando a história do Brasil

Luca Argel lança álbum contando a história do Brasil

Primeiramente, esqueça a linearidade de um álbum de MPB tradicional. O novo álbum do cantor e compositor carioca radicado em Portugal Luca Argel, Samba de Guerrilha é um mosaico de poesia, narração, ilustrações e músicas. Nele, acima de tudo, o samba conta partes da história escondida dos livros oficiais.

A saber, Samba de Guerrilha é uma aula moderna de história do Brasil. Os elementos utilizados por Luca Argel servem para complementar a narrativa, destacando o testemunho do samba. É das letras conhecidas pelos brasileiros – mas não tanto assim pelos portugueses – que sai a voz que conclama para o combate ao racismo, à escravidão, às desigualdades sociais e aos momentos de resistência política em geral.

No Brasil, talvez as pessoas estejam mais familiarizadas com isso. Mas, aqui em Portugal, nem sempre. Então é interessante trazer não só o lado musical e o lado festivo, que as pessoas geralmente associam ao samba, mas também o lado de luta e de resistência que ele simboliza“, explica o carioca Luca, que há oito anos mora no Porto.

Sucesso em Portugal

Nesse sentido, este é o quarto álbum de Luca. Ele tem participação ativa no processo de apresentação de sambistas brasileiros, como Noel Rosa, a Portugal. Além do trabalho solo, Luca participa de grupos como o Orquestra Bamba Social e o Samba Sem Fronteiras, campeões no quesito “reunião de multidões”, principalmente no Porto.

Há muito tempo o samba deixou de ser apenas uma moda em Portugal. Hoje ele tem a preferência não só dos brasileiros que estão por aqui como também dos portugueses, que se encantam pela percussão, harmonias, melodias e pelas letras, cheias de sonoridade“, conta Luca Argel.

Luca Argel (foto por Christie Batziou)

Álbum de Luca Argel em formato de jornal

Além disso, o trabalho é muito mais do que um disco. Junta música e, ao mesmo tempo, ilustração, narração e poesia. Assim como será editado em forma de jornal ilustrado e em versão digital. “A ideia é contar uma história, que tem narração em uma linha do tempo. Daí a proposta de editar um jornal e não um álbum de CD. Porque assim a gente dá mais visibilidade ao texto, à história e possibilita às pessoas acompanharem tudo com mais detalhes“, explica o artista.

Repertório passou por muitas “encarnações”

Por fim, Samba de Guerrilha é uma compilação de sambas que marcam posição em situações difíceis enfrentadas pelos brasileiros. A gestação do álbum foi realizada por anos. Foram shows, seminários e apresentações em que Luca contava à plateia as histórias dos bastidores do samba.

O Samba de Guerrilha aparece depois de muitos anos trabalhando este repertório ao vivo em apresentações, em seminários. Esse é um projeto que teve muitas “encarnações”. A mais recente delas é esse álbum. São assuntos que dizem respeito à história do samba, à história do Brasil e da política, das quais o samba foi testemunha. E eu, desde quando comecei a trabalhar com samba sempre tive muito interesse em estudar o samba; e transmitir isso às pessoas“, finaliza Luca Argel.

TAGS
Compartilhe


Leia também