Yo Nena Yo Princesa crítica do filme Star Plus 2021

Foto: Star Plus / Divulgação

‘Yo Nena, Yo Princesa’ vale pelo poder da história

Bruno Oliveira

|

29 de junho de 2022

Baseado no livro homônimo de Alfredo Grande, Valeria Paivan e Gabriela Mansilla, que retrata uma história real, Yo Nena, Yo Princesa é um filme argentino de 2021 que estreou recentemente ao Star Plus. Mansilla acaba sendo a protagonista que nos guia pela história.

Gabriela Mansilla (Eleonora Wexler) é uma mãe que possui uma vida normal ao lado de seu marido e seus dois filhos gêmeos: Elias e Manuel. A vida dela começa a mudar quando um dos meninos passa a não se identificar com o gênero que nasceu. Ele sempre quer se vestir de mulher e não consegue entender o motivo de não poder ser quem é de verdade. Após pedir que a chamem de Luana, se inicia uma luta para que o mundo aceite a sua filha como ela realmente quer ser aceita.

Leia também:

13 filmes para celebrar o Dia do Orgulho LGBTQIA+

‘Roe x Wade’: qual será o posicionamento de Hollywood sobre o caso?

O ‘erro’ de nascer mulher

Tecnicamente fraco, mas rico em informação

Como um filme em si, Yo Nena, Yo Princesa é apenas mediano. Digo isso por suas tecnicalidades que, como um todo, não me encheu os olhos. Falo isso de uma forma fria, pois se fosse uma outra história qualquer aqui, simplesmente passaria batido e cairia no esquecimento rapidamente. Felizmente, o que é contado é de suma importância ao mundo atual, ainda mais quando a maioria tem uma certa dificuldade de discernir certos aspectos como pessoas trans, transexuais e afins.

Yo Nena, Yo Princesa é importante por diversos aspectos. Pelas visões da criança, dos pais, da justiça e de pessoas que não têm nada com isso. Tudo impacta na vida de alguém que se vê nessa situação. A pessoa pode ter sorte de cair em uma família que entenda tudo isso ou não. No caso detalhado nesse roteiro, diria que Luana teve sorte. Uma mãe que batalhou pelos direitos da filha e uma rede de parentes que deu o suporte necessário para a criança ser quem ela é.

Contraponto e oposição

Temos o caso do pai também que serve como contraponto de toda essa “facilidade” encontrada. Ele é do tipo machão que não quer ver seu filho virar um “marica”, segundo o próprio personagem diz. Mesmo assim, o amor está ali, embora isso fique jogado de lado, pois não é uma peça tão importante assim no fim das contas.

Como ponto negativo, coloco o fato de que faltou uma verdade maior com a oposição de quem ache o fato de um menino querer ser menina ser o maior pecado do mundo. Essas pessoas até aparecem, mas não dão peso à narrativa. Certamente deve ter rolado uma comoção nacional, afinal, é uma criança de seis anos. O estardalhaço perante à mídia seria alto, mas estamos falando da Argentina e não do Brasil, que considero um país hipócrita.

Conclusão

Vale a pena assistir ao filme pelo poder da história contada e para conhecer Luana, uma pessoa importantíssima na luta de pessoas transgêneros nos dias de hoje. Ela foi a mais jovem a conseguir esse direito e isso é muita coisa. Tudo seguido de perto por psicólogos especializados na área que deram todo o respaldo para que essa mudança fosse realizada. Enquanto a maioria se revela apenas na adolescência, ela foi valente o suficiente para se aceitar ainda criança.

Onde assistir ao filme Yo Nena, Yo Princesa?

A saber, Yo Nena, Yo Princesa já está disponível para os assinantes do Star Plus. Aliás, está de olho em algo na Amazon? Então apoie o ULTRAVERSO comprando pelo nosso link: https://amzn.to/3mj4gJa.

Por fim, não deixe também de acompanhar o UltraCast, o podcast do ULTRAVERSO:

https://app.orelo.cc/uA26
https://spoti.fi/3t8giu7

Trailer do filme Yo Nena, Yo Princesa, do Star Plus

Elenco do filme Yo Nena, Yo Princesa, do Star Plus

Eleonora Wexler
Isabella GC
John Palomino
Lídia Catalano

Ficha Técnica do filme Yo Nena, Yo Princesa, do Star Plus

Título original do filme: Yo Nena, Yo Princesa
Direção: Federico Palazzo
Roteiro: Federico Palazzo e Monica Gabriela Mansilla
País: Argentina
Duração: 120 minutos
Gênero: drama
Ano: 2021
Classificação: livre

Bruno Oliveira

3

Créditos Galáticos: 3

Livros e Quadrinhos ‘Operação Obscura’ ‘Coração Marcado’ ‘Lua de Mel com a Minha Mãe’ ‘Bubble’ ‘Rumspringa’ SEC AWARDS 2022 A Megera Domada – Crítica do Filme